Como fazer dinheiro com um site de nicho?

Grande parte das pessoas que se dedica a construir um site ou um blog tem como objectivo ganhar dinheiro com ele.

Seja um rendimento extra ou, mais ousadamente, um valor que lhe permita ter a liberdade financeira que sempre sonhou, a maioria de nós procura a receita secreta para rentabilizar os seus sites ou blogs.

Quem melhor nos poderá ajudar nesse desiderato que alguns dos maiores peritos no assunto?

Conhecer os conselhos e segredos daqueles que já alcançaram o sucesso e já estão a fazer dinheiro online (alguns fazem mais de 100.000 dólares por ano!) pode ser a melhor ajuda para iniciarmos o caminho em direcção aos nossos sonhos ou, caso já tenhamos um site online, encontrar o caminho certo para chegar lá mais depressa.

Como fazer dinheiro com um site de nicho. 28 peritos revelam os seus maiores segredos.

Neste artigo fomos saber como 28 dos mais bem sucedidos bloggers e donos de sites de nicho respondem a uma simples questão:

Qual É A Melhor Dica Para Construir Um Site De Nicho De Sucesso?

Entre os inúmeros conselhos, melhores práticas, avisos e dicas do que fazer para criar um site ou blog com sucesso, houve alguns pontos em comum que aqui sumarizo. Aproveitei e acrescentei dados resultantes da minha própria experiência.

  • Pesquisa – A Pesquisa é a fase mais importante de todo o processo. Não devemos apressar a pesquisa da palavra-chave / tópico / tema do nosso site de nicho.

    Há que lhe dedicar o tempo que for necessário para termos a certeza de que escolhemos a palavra-chave (termo de pesquisa que o visitante usa para encontrar o nosso site nos motores de pesquisa) certa.

    Quanto mais tempo gastarmos nesta fase, menos tempo perderemos no futuro e evitaremos desapontamentos após meses e meses de trabalho. Quando mais apurada for essa pesquisa, mais fácil será alcançar os nossos objectivos e menos frustações teremos.

    Além da palavra-chave principal, também devemos encontrar muitas long-tail keywords (termos de pesquisa com mais de uma ou duas palavras) boas e escrever artigos dedicados a elas.

    No entanto, a fase da pesquisa não termina aqui: temos também de pesquisar a nossa concorrência na 1ª página do Google para essa palavra-chave principal e para as long-tail keywords, pesquisar a nossa estratégia de backlinks (links de sites importantes para o nosso site) e pesquisar fontes de conteúdo.

    Temos ainda de pesquisar a comercialidade da nossa palavra-chave. Isto é, saber se existe possibilidade de fazer dinheiro nesse nicho. E, finalmente, pesquisar e conhecer a nossa estratégia de rentabilização: de que forma vamos colocar o site a render. Seja com anúncios Adsense, anúncios pagos de patrocinadores, programas de afiliação ou produtos próprios.

  • Tema Pelo Qual Sintamos Paixão Ou Muito Interesse – Depois de já termos uma palavra-chave escolhida, temos de nos perguntar a nós próprios: “sinto paixão ou grande interesse por este tema?”. A resposta a esta pergunta é muito importante e devemos ser honestos connosco próprios. Sem paixão ou um interesse muito grande, vamos acabar por perder energia à medida que o tempo passa e, sempre que houverem dificuldades e desapontamentos, vamos sentir muito maior vontade de desistir. Quando temos paixão por um assunto ou enorme interesse, estaremos a fazer e a construir algo de que realmente gostamos. Vamos sentir orgulho pelo nosso site e vamos estar dispostos a dedicar aquele esforço e tempo extra ao nosso projecto.
  • Tornarmo-nos peritos no tópico do nosso site de nicho – Há que pensar em grande. Tornarmo-nos os peritos na área sobre que trata o nosso site de nicho para que ele se torne um site de referência (authority site). Construir um site com uma qualidade e um conteúdo tal que nos sentissemos habilitados a falar sobre o tema numa conferência. Não criar apenas um site de cinco páginas e abandoná-lo; pelo contrário, temos é de apostar na sua longevidade e na renovação dos seus conteúdos.
  • Não depender de apenas uma fonte de tráfego – Depender apenas do Google ou de apenas uma fonte de tráfego é um risco demasiadamente grande. Há que diversificar e ter várias fontes de tráfego. Apostar na criação de uma mailing list (lista de emails) é um passo muito bem dado. Mas também devemos usufruir do poder das redes sociais e igualmente considerar considerar o tráfego pago para acelerar o crescimento do site.
  • Acreditar que vamos ter sucesso – Quando tivermos todos os pontos anteriores bem pensados, planeados e dominados e estivermos certos que as nossas estratégias têm lógica e grandes possibilidades de funcionarem, temos de acreditar que é possível alcançar o sucesso. Vamos passar por muitas dificuldades, contratempos e inúmeros obstáculos. Vai haver dias em que tudo corre mal e em que os resultados serão profundamente desanimadores. Mas temos de acreditar. Temos de pensar que amanhã será um dia melhor e que as nossas quedas e erros são peripécias de uma longa viagem que devemos tomar como aprendizagem e crescer com elas. É realmente fundamental acreditar que se vai ter sucesso e continuar em frente.

Agora é altura de vermos o que os peritos têm para dizer.

Jeff Rose – Marriage More

A dica mais preciosa de Jeff Rose é criar um site de nicho que se torne o site de referência (a autoridade) nesse nicho de mercado. Os sites de nicho são frequentemente associados com sites com muito pouco conteúdo. Para dominar no nosso espaço temos de ser vistos como os peritos. Para tal temos de criar conteúdo valioso e de qualidade como artigos de blog, vídeos, podcasts e ebooks. Quando um visitante entra no nosso site, ele tem de ter a noção imediata de que trata o site e de que ele pode resolver o seu problema.

Richard Martin – Smart Income Detective

Ao criarmos um site de nicho nunca devemos esquecer qual é o seu propósito. Temos de nos manter focados no nicho que escolhemos, não podemos ir noutras direcções. Ao invés, devemos oferecer aos nossos visitantes conteúdo preciso de grande qualidade, que nos irá ajudar a fazer crescer o nosso site, mas também a torná-lo num site de autoridade.

Larry Deane – Side Income Blogging

Devemos escolher um tópico de nicho no qual estejamos interessados e pelo qual nutramos paixão. Quando construimos e fazemos crescer um site de nicho, gastamos uma grande quantidade de tempo na pesquisa de palavras-chave, criação de conteúdo e estudo das tendências. Se não tivermos paixão pelo tópico, o nosso interesse em dedicar tempo a ele vai desaparecendo muito rapidamente, tal como o rendimento gerado. Todavia, o oposto também é verdadeiro. Se estivermos muito interessados e “apaixonados” pelo tópico, vai ser fácil para nós dedicarmos-lhe tempo e trabalhar no site, que vai crescer, bem como o rendimento dele retirado.

Clare Swindlehurst – The Super Mommy Club

Apostar no Pinterest, colocando uma imagem interessante em cada artigo para que os leitores a partilhem (junto com o link do nosso post) nessa rede social.

James McAllister – Help Start My Site

Manter o controlo do nosso negócio. Nunca depender apenas de uma fonte de tráfego, como um motor de pesquisa como o Google. Apostar noutras formas de gerar tráfego para prever quaisquer eventualidades com os motores de pesquisa e continuar a receber visitas.

Jill e Josh – Screw the Nine to Five

Criar sites sobre nomes de marcas e produtos sempre que possível. Um dos maiores obstáculos é competir com grandes sites de autoridade quando toca a palavras-chave do tipo “como fazer” mais genéricas. Mas ao apontarmos para nomes de marcas de produtos, vamos ultrapassar grande parte da competição com conteúdo bem escrito e alguns backlinks fortes.

Daniele Besana

A maior dica é apostar na qualidade e nem pensar em atalhos. Para criar um negócio duradouro, hoje em dia, há que investir em conteúdo de qualidade de topo. Conteúdo com valor onde as pessoas gostem de passar o seu precioso tempo a consumi-lo e a recomendá-lo a outros.

Outra dica é gastar tempo na promoção do nosso conteúdo, contactando outros donos de sites e influenciadores para que eles saibam que temos material de qualidade.

Claro que é sempre necessário fazer a pesquisas de mercado e de palavras-chave antes de começar. Há que encontrar uma audiência e entregar-lhe qualidade de topo.

Alistair Gill

Desenvolver uma estratégia de conteúdo baseada em pesquisa de palavras-chave competitivas.

A coisa principal que precisamos para um site de nicho bem sucedido é tráfego. Para o levar ao nosso site, o canal mais compensador a longo prazo é o tráfego orgânico das pesquisas. Daí o SEO ser tão importante.

Os outros métodos, como as redes sociais e o email marketing, requerem enormes quantidades de trabalho e têm de ser repetidos frequentemente.

Por outro lado, o tráfego orgânico também custa tempo, mas é cumulativo – cresce ao longo do tempo. Quanto mais conteúdo produzirmos e optimizarmos, melhor listados ficaremos nas páginas de pesquisa e mais visitantes teremos regularmente.

Os motores de pesquisa estão a dar cada vez maior importância à qualidade do conteúdo, recompensando os melhores sites. Para ficarmos bem posicionados nas SERPs (Search Engine Result Pages – páginas de resultados de pesquisa), temos de produzir conteúdo original e de alta qualidade com regularidade.

O factor da “frescura” também pesa para os motores de pesquisa. Portanto, sites que publiquem novo conteúdo mais regularmente terão uma vantagem.

Como criar conteúdo original de qualidade indiscutível e com frequência dá muito trabalho, precisamos de priorizar o conteúdo que publicamos para conseguir os melhores resultados.

Isto significa identificar as palavras-chave que nos vão dar a combinação optimizada entre volume de pesquisa e competitividade. Precisamos usar as palavras-chave que o nosso mercado-alvo está a utilizar. Precisamos de pensar como os visitantes e descobrir os que eles pesquisam no Google. A seguir, podemos ordenar essas palavras-chave por popularidade para identificar aquelas com o maior volume de pesquisas.

Todavia, isso não é suficiente. Temos também de ter em conta a competição. É uma perda de tempo tentar ficar bem posicionado no Google por palavras hiper competitivas como “iPhone” ou “Lady Gaga”. Temos de encontrar aquelas que tenham uma competição mais fraca nos resultados de pesquisa que possamos ultrapassar. Existem ferramentas como o Market Samurai ou o Long Tail Pro que nos podem ajudar nessa análise.

Quando tivermos uma lista de palavras-chave prioritárias, temos de criar o nosso calendário editorial. Começamos pelo topo e vamos publicando conteúdo por essa lista abaixo para termos conteúdo relevante e de primeira qualidade.

Joel Runyon – Impossible Ventures

Se estivermos apenas a tentar entrar num nicho para fazer dinheiro e sair, o nosso site vai sofrer e ficar aquém do seu potencial.
Há que encontrar um nicho onde estaríamos dispostos a colocar o esforço, dedicação e trabalho necessários para falar sobre o tema numa conferência. Dessa maneira, construiremos não apenas um “site de nicho”, mas um site de referência – que tem uma longevidade muito maior.

Steve Chou – My Wife Quit Her Job

O segredo para se ter um site de nicho bem sucedido é escolher um tópico preciso onde nos possamos destacar e ter mais valor do que a competição. Há que nos estabelecermos como peritos na nossa área e expandirmo-nos gradualmente.

Servando Silva – Stream SEO

Hoje em dia é recomendável escolher um nicho que realmente gostemos e pensar em gastar dinheiro para o fazer crescer mais depressa. Se queremos tráfego, visitas, vendas e conversões, precisamos de tratar o nosso site de nicho como um negócio. Os negócios precisam de tempo e de dinheiro.

O dinheiro é a melhor maneira de diminuir o tempo que é necessário para fazer crescer um site. A partir do momento em que começarmos a ver resultados dentro de apenas alguns dias ou semanas, não voltaremos a escrever e a esperar meses para ficarmos bem posicionados nos motores de pesquisa. Há que escolher um nicho que gostemos, poupar algum dinheiro para gastar em anúncios (o Facebook é uma óptima escolha para começar) e começar a produzir conteúdo.

Não nos devemos focar em aspectos que não farão uma grande diferença inicialmente, como o design do site e criar contas em todas as redes sociais. Temos de nos focar naquilo que funciona e que nos vai trazer visitas, conversões e rendimento.

Se não virmos bons resultados após umas semanas e os nossos anúncios não estiverem a resultar, ou é o nosso conteúdo ou existe muita competição. O truque é aprender com ela. Com esta estratégia podemos ir de 0 a 4 digitos por mês de rendimento em apenas algumas semanas. Algo que poderia demorar 6 meses ou mais com SEO.

Greg Nunam – No Hat Digital

Podemos pensar no mercado que existe fora do nosso país. Existem países com muito espaço para explorar nas SERPs. Quando chega a hora de comprar um nome de domínio, existe uma ligeira vantagem em adquirir um TLD (Top Level Domain – extensão do domínio relativa a um país) específico do pais, mas a melhor escolha é um “.COM” genérico e usar as definições de GeoTargeting do Google Webmaster Tools para um país em específico. Dessa forma, vamos constar das SERPs relativas a esse país sem problemas.

Ian Schoen – Tropical MBA

Ian diz que a sua abordagem é começar pelo mercado, e não pelo site. Pesquisar mercados estabelecidos que ainda não apostaram nas vendas e marketing online. Alguns desses nichos não parecem nada atractivos, mas são mercados muito bem estabelecidos e têm um forte histórico de vendas.

Schoen e a sua equipa do Tropical MBA acreditam que a maior fatia das vendas no futuro serão iniciadas, pesquisadas ou realizadas via Internet. O que não sabe é se, para algumas indústrias, isso acontecerá amanhã ou daqui a cinco anos.

Para alguns nichos poderá levar algum tempo, mas se formos pacientes e acreditarmos nisso, podemos usufruir da vantagem dos pioneiros online.

Para Ian Schoen e o Tropical MBA, esta estratégia permitiu-os enraizarem-se em mercados lucrativos. Os sites vêm e vão consoante as alterações do algoritmo do Google, mas os dominadores de mercado são bem mais difíceis de derrotar.

Neil – Passive Marketing

A dica mais importante para construir um site de nicho bem sucedido é dedicar tempo a fazer uma pesquisa de palavras-chave bem feita. Muita gente encontra grandes palavras-chave e começam logo a construir o site sobre elas. Depois perdem seis meses a tentar posicioná-lo nos rankings dos motores de pesquisa, para, só então, compreenderem que falharam ao não estudarem a concorrência como deviam.

Se tivessem gasto o tempo que deviam na pesquisa de palavras-chave, no avaliação da competição e no estudo do perfil de links (link profile), poderiam ter escolhido 50 ou 100 palavras-chave menos competitivas pelas quais se poderiam posicionar com offpage SEO mínimo.

O Neil confessa que, tal como outros, já teve sites de nicho a serem penalizados pelo Google devido a link building agressivo. Ao minimizar o offpage SEO, reduziremos esse risco e aumentaremos o nosso ROI (Return of Investment – retorno de investimento) com palavras-chaves fáceis que a nossa competição não está a aproveitar.

Neil diz que realiza este processo manualmente. Embora existam ferramentas para a pesquisa de palavras, nada bate a intuição humana, afirma. É por isso que gasta tanto tempo à procura de palavras-chave, porque as outras pessoas não o fazem. Se lhe dedicarmos tempo, os resultados aparecerão.

Matthew Allen – Dumb Passive Income

Temos de conhecer o nosso mercado e criar conteúdo que responda às suas questões das pessoas ou resolva os seus problemas. Se fizermos isto, o nosso método de rentabilização tornar-se-á claro. Há que produzir um site de qualidade que seja útil e que ajude, realmente, as pessoas – um site do qual sintamos orgulho. Façam isto e o sucesso será inevitável, aconselha Matthew Allen.

Steve Rendell – Texfly

A primeira dica é ver se há dinheiro a fazer no mercado para um site de afiliado da Amazon ou para um site de nicho. Sobreavaliar o rendimento que um site poderá dar é um erro muito comum. As pessoas caem na tentação de olhar só para o total de pesquisas mensais e começam logo a construir um site sem fazerem uma pesquisa adequada.

Steve Rendell oferece um exemplo para ilustrar a sua perspectiva: construir um site de análise de fornos grelhadores (toaster ovens). As duas palavras-chave principais que queremos apontar são “melhor forno grelhador” e “análise de fornos grelhadores” – conseguimos apontar às duas expressões de pesquisa ao mesmo tempo para obter mais resultados se tivermos uma página com um título como “Melhores análises de fornos grelhadores de 2015”.

Em Inglês, “best toaster oven” (melhor forno grelhador) tem 6.600 pesquisas locais e “toaster oven review” (análise de fornos grelhadores) tem 5.400 pesquisas locais. Uma rápida pesquisa na Amazon mostra-nos que o preço para esse produto varia entre $29 e $249, com uma média de $50 a $75 dólares.

O calculador para afiliados Amazon permite-nos obter uma estimativa do valor que posicionar este site nos motores de pesquisa nos renderia.
1º lugar $1.800
2º lugar $590
3º lugar $415
É apenas uma estimativa, mas dá-nos uma noção se vale a pena escolher esta palavra-chave ou não. Há que ter em conta que custa o mesmo construir um site (conteúdo de qualidade, temas e plugins do WordPress / CMS) quer o produto custe $30 ou $500. Se a competição for semelhante, é óbvia a nossa escolha sobre qual iremos promover.

Muitas pessoas ficam tão excitadas quando encontram uma palavra-chave com bom volume de pesquisas e competição razoavelmente diminuta que negligenciam considerar: a) intenção da pesquisa; b) rentabilização.

Ao analisar a intenção do pesquisador, podemos considerar cuidadosamente em que fase do funil do processo de compra ele está consoante a palavra-chave. O ideal é fazer a nossa escolha baseada nos estágios mais tardios do funil.

1. Conhecimento
2. Interesse
3. Avaliação
4. Desejo
5. Acção

As palavras-chave na última secção do funil (buyer keywords – palavras-chave de comprador ) terão modificadores como “melhor”, “barato”, “análises”.

A rentabilização também está relacionada com a intenção da pesquisa e o funil do processo de compra. Alguém a pesquisar por “análises de fornos grelhadores” está especificamente à procura do melhor produto. Se lhe fornecermos as escolhas que precisam, poderemos fazer uma venda.

Da mesma forma, alguém que pesquise “como curar a acne” quer uma solução para o seu problema – de novo, temos de lha dar para ganhar dinheiro. Estas duas pesquisas vão converter visitantes em compradores se chegarem ao nosso site.

As pesquisas mais informacionais (antes do consumidor ter realmente decidido comprar) frequentemente têm pouca especificidade e serão palavras-chave como “forno grelhador” – ou seja, não teremos uma noção real da razão específica que levou à pesquisa.

Pesquisas mais informativas como “receita com salsa” terão um muito maior volume de pesquisas, mas serão muito difíceis de rentabilizar.

A segunda dica é não nos limitarmos na escolha de um nome de domínio. Se o tornarmos demasiado específico, podemos hipotecar as oportunidades de fazer crescer o site no futuro.

Pegando no exemplo na palavra-chave “toaster oven review” (análise de fornos grelhadores), se comprassemos o domínio “ToasterOvenCorner.com” funcionaria muito bem para esse tópico em concreto Mas se, mais tarde, quisemos promover outros produtos, o domínio iria parecer estranho com o nome do produto no seu nome. O conselho do Steve é escolher um domínio mais genérico como “KitchenKit.com” (equipamentos de cozinha) que nos permitiria expandirmo-nos futuramente.

Sharon Gourlay – Digital Nomad Wannabe

A dica é não apressar a fase da pesquisa de palavras-chave. Esta é a parte mais importante e vamos poupar imenso tempo se a fizermos bem no início. Há que entender bem o que é uma boa palavra-chave de compra (buyer keyword). E também devemos encontrar muitas long-tail keywords (expressões de pesquisa com mais de uma ou duas palavras). Idealmente, escolher um tópico que conheçamos irá facilitar tudo.

Frank Lam Sheung – Stealth Secrets

O ponto de vista que fornecemos pode ser o factor determinante entre alguém interagir com o nosso conteúdo em lugar de interagir com o conteúdo da nossa concorrência.

A nossa perspectiva sobre um tópico oferece valor aos nossos leitores, o que pode levar a momentos de identificação e de concordância com quem lê o que escrevemos. Esses momentos criam energia que, por sua vez, cria acção e as acções certas levam a vendas.

Conteúdo com perspectiva apenas pode ser criado analisando um tema profundamente. No entanto, essa perspectiva é muito fácil de conseguir com o processo de pensamento certo. Estes dois factores juntos criam uma combinação vencedora.

A maior parte de nós tem um assunto sobre o qual poderíamos falar o dia todo, quer seja tricotar, diferentes receitas para cozinhar galinha ou produzir cerveja. A perspectiva que temos nesses tópicos, se for correctamente traduzida num site de nicho, poderá levar a gerar um rendimento sustentável. Os sites de nicho permitem a pessoas comuns criarem uma audiência em temas pelos quais são apaixonados e ganharem dinheiro enquanto o fazem.

Amy Segreti – Live All of You

O maior ensinamento de Amy não tem a ver com estratégias de SEO ou de Marketing. Ela aconselha-nos a contarmos histórias que tenham uma ligação profunda com a nossa audiência. Há que parar de nos preocuparmos com as técnicas de SEO quando escrevemos, porque isso é sempre extremamente óbvio. Amy diz-nos que devemos deixar fluir a nossa escrita sobre algo que gostemos mais no nosso nicho e deixar de lado o nosso cérebro de editor de Marketing. Em seguida, é que devemos procurar que os nossos backlinks sejam perfeitos. Mas durante o processo de escrita, devemos respeitar a nossa paixão pelo tópico sobre o qual escrevemos e devemos ser nós próprios. Os nossos leitores sentem isso e as pessoas são mais propícias a comprar de pessoas realmente apaixonadas.

Mallory Whitfield – Miss Malaprop

Temos de usar a pesquisa de palavras-chave para validar as nossas ideias, procurando nichos e temas com grande volume de pesquisa e pouca competição. Mas, acima de tudo, apostar apenas num nicho pelo qual sintamos paixão e interesse genuíno. Doutra forma, não vamos ser capazes de dedicar a mesma quantidade de tempo e energia a ele como se tivessemos escolhido um nicho que realmente gostamos. Ao escolher um nicho que realmente gostamos, será igualmente mais fácil posicionarmo-nos como uma autoridade nesse tópico e construir a confiança do consumidor.

Tung Tran – Cloud Living

  1. Pensar em grande e a longo prazo. O tempo em que podíamos montar um site de cinco páginas e esperar ganhar dinheiro instantaneamente já passou há muito tempo. Estamos a construir um negócio aqui. E cada negócio leva tempo a construir.
  2. Fornecer valor. Os sites mais bem sucedidos do Tung Tran são aqueles que se focam em disponibilizar conteúdo valioso às audiências. Se dermos às pessoas aquilo que elas querem, receberemos a devida recompensa.
  3. Planear bem. Tal como em desenvolver qualquer outro negócio, ter um plano é crucial. Não tem de ser um plano de 30 páginas. Basta um pequeno com alguns elementos básicos (objectivos, aspecto financeiro, Marketing, audiência-alvo, rentabilização, etc) e alguns primeiros passos a tomar para executar o plano.
  4. Ter uma estratégia de rentabilização em primeiro lugar. As pessoas dizem ao Tung que o maior problema delas é conseguir tráfego. Todavia, a verdade é que o tráfego está por toda a parte. A forma como fazemos dinheiro com esse tráfego é que é importante. Por exemplo, se gastarmos 50 euros em anúncios no Facebook / Adwords / Bing, etc para conseguirmos 1000 visitas no nosso site e ganharmos 200 Euros dessas visitas seja por vendermos os nossos próprios produtos ou produtos de afiliado através dos nossos links, estaríamos dispostos a gastar mais para comprar mais tráfego? Claro que SIM!
  5. Diversificar as fontes de tráfego. Não dependam de apenas uma fonte de tráfego. O Tung confessa que cometeu um grave erro no passado quando 100% do seu esforço era gasto em SEO. Depois, os sites dele foram penalizados pelo Google. O negócio dele acabou por ali.
  6. Prestem mais atenção ao tráfego pago, especialmente os anúncios do Facebook em 2015. Esta foi uma grande mudança na estratégia do Tung Tran. Tung diz que o Google é imprevisível. E o tráfego conseguido com as técnicas de SEO não é realmente grátis como as pessoas dizem. O tráfego pago é diferente. Ligamo-lo quando precisamos. A não ser que deixemos de pagar, temos tráfego de forma consistente. O segredo é ter as contas equilibradas (custos e ganhos) com um bom funil de vendas.

James Blews – Smart Idea Lane

A melhor dica de James Blews para construir um site de nicho bem sucedido é dedicar muito tempo à pesquisa. Pesquisar o nicho para termos a certeza que vale a pena o esforço. Pesquisar a competição na primeira página do Google para a palavra-chave principal e indústria e depois pesquisar as expressões de pesquisa longas (long-tail keywords). Pesquisar as long-tail keywords e começar a construir grupos de palavras-chave baseados na intenção que o visitante terá (começaremos a ficar listados nos motores de pesquisa muito mais rapidamente). Pesquisar os links e a possibilidade de construção de links (backlinks) antes de começarmos a criar este tipo de entidade web. E, finalmente, pesquisar criadores de conteúdo para termos conteúdo bom e de qualidade.

O Google está a premiar sites de referência (authority sites) acima dos sites de nicho. Por isso, temos de construir algo que não seja tão de nicho. Antes, podíamos construir um site direccionado a uma long-tail keyword e depois fazer mais algumas páginas, cada uma focada em palavras-chave relacionadas mas diferentes, e escrever entre 400 a 750 palavras de conteúdo. Hoje em dia, o Google quer questões respondidas, conteúdo “fresco” que desenvolva necessidades antigas e maior qualidade. Agora, com o Google, o Bing, o Yandex e o resto dos motores de pesquisa, é preciso conteúdo com mais de 1000 palavras, rico em media, chamadas de acção, e hiperligações internas além da “injecção” de palavras-chave e citações de fontes de referência.

April Woods – Mama Loves Food

Temos de comunicar com a nossa audiência como se fossem amigos ou confidentes em vez de potenciais clientes. Nunca devemos dizer nada aos nossos leitores que não dissemos a um amigo na nossa sala-de-estar.

Kirsty – Nerdy Nomad

A maior dica da Kirsty para ter um site de nicho de sucesso é ter a certeza que somos peritos no tópico do nosso nicho e continuar a lutar para ser melhor e aprender mais.

Dom Wells – Human Proof Designs

Dom Wells coloca o seu maior enfoque em acreditar que é possível ser bem sucedido. Existem muitos métodos e processos diferentes para construir um site de nicho bem sucedido, e a maior parte deles funciona. O factor principal que todos precisamos, no entanto, – diz Dom – é acreditarmos em nós próprios e nesse processo em particular. Um site de sucesso leva tempo e esforço e a razão pela qual a maior parte das pessoas falham é porque acabam por desistir.

Focarmo-nos demasiadamente em saber se vamos ser bem sucedidos ou não tem provado ser um peso demasiadamente grande para um iniciante, explica Dom, que diz ter visto inúmeros sites com grande potencial serem abandonados dois meses depois quando a novidade se esfuma para o dono do site e a dúvida passar a dominar os seus pensamentos. Se pudermos ter fé em nós próprios e que vamos TER sucesso se continuarmos, então sucesso é o que teremos. É uma profecia que se auto-realiza. Não há nada mais poderoso neste negócio, afirma Dom, e é o melhor conselho que dá aos seus clientes vezes e vezes sem conta.

Dave Schneider – Self Made Businessman

Dave ouviu vezes e vezes sem conta que a parte mais importante de construir um site de nicho é a pesquisa. E Dave concluiu que é verdade. Tudo começa pela pesquisa. Se começarmos com uma palavra-chave que é muito competitiva ou não tem volume de pesquisa suficiente, então vamos apanhar com seis meses de desilusões. Dave recomenda usar um software como o Long Tail Pro (ou o Market Samurai) para conseguirmos a melhor lista de palavras-chave bem como para compreender o seu volume de pesquisas e competitividade. Vale a pena gastar mais uns dias extra para testar bem algumas palavras-chave diferentes antes de avançar.

Stuart Walker – Niche Hacks

Stuart Walker aconselha-nos a construir algo que gostemos. É tão mais fácil trabalhar duro e fazer um esforço extra quando realmente gostamos do nosso site. Se não gostamos do tópico em questão, iremos apenas dedicar-lhe a energia mínima e não estaremos dispostos a esforçarmo-nos um pouco mais para que tudo o que fazemos seja feito de maneira especial.

Obviamente que esse é o ponto de partida e há muito mais do que isso. Temos de ter a certeza que escolhemos algo pelo qual nutramos paixão E que seja rentável. Doutra forma, estaremos condenados desde o início, independentemente do esforço que lhe dedicarmos.

E depois, existe o tráfego, o conteúdo e a construção da nossa mailing list (lista de emails). O nosso conteúdo não tem ser apenas bom. Tem de ser dos melhores do nicho. Maior, melhor, mais bonito, ir mais acima e além e repleto de dados, estatísticas, exemplos e com fontes confiáveis, com ligações a e citações de peritos.

Temos de colocar a nossa mensagem à frente da audiência correcta. Temos de conhecer QUEM é o nosso público-alvo e ONDE eles costumam andar online (blogs, grupos de redes sociais, fóruns) e dominar essas fontes.

O aspecto mais importante que podemos fazer é focarmo-nos em fazer crescer a nossa lista de emails, porque ela ajuda-nos a construir uma relação forte com a nossa audiência bem como a confiança. Pode ser usada para direccionar tráfego ao nosso site, manter a nossa audiência notificada de quaisquer actualizações ou mudanças. Além disso, as promoções por via email funcionam melhor em termos de ROI (retorno de investimento) do que qualquer outra forma promocional.

Actualizações de conteúdo e ímans de leads (“lead magnets“) que resolvam os problemas da nossa audiência é aquilo que melhor funciona.

Tim Seidler – Get Niche Quick

  1. Manter-se comprometido. Tim diz que viu pessoas terem sucesso e pessoas falharem. E a coisa de que tem a certeza é que as pessoas que tiveram sucesso são, essencialmente, diferentes de duas maneiras: têm coragem suficiente para começarem e não desistem. Não interessa o nível de conhecimento, se percebemos de webdesign ou sabemos programar. A nossa perspectiva única sobre o que quer que seja que estejamos a construir é o que tem valor e o resto vai-se percebendo. As pessoas que alcançaram o sucesso no Marketing de nicho são aquelas que apostaram e se compremeteram a aprender à medida que avançavam.
  2. Só temos de ser um pouco melhores. Qualquer que seja o nicho que queiramos entrar, temos de nos lembrar que o site que tiver o maior número de olhos em cima é aquele que recebe o maior vencimento. Se pudermos ser um pouco melhores que a nossa competição, então seremos aqueles que iremos receber as maiores recompensas. Se tivermos isso em mente, tornaremos os nossos objectivos muito mais atingíveis, porque os sites de nicho normalmente têm muito espaço para melhoramento.
  3. Ir na direcção contrária. Não é suficiente ver alguém que é bem sucedido e dizer “eu também posso fazer isto”. Se queremos dar nas vistas, temos de descobrir como ser diferentes. Quando o Tim construiu o seu site de cupões viu um buraco no mercado. Existiam sites enormes do tipo “temos tudo” e blogs de mães que estavam dispostas a publicar tudo o que fosse que lhes pudesse render uma comissão.

Conclusão

Se seguirmos os conselhos destes peritos na matéria dos negócios online, dos blogs e dos sites de nicho, se tivermos um plano e modelo de negócio com provas dadas, se nos dedicarmos a construir algo que nos dê real prazer em construir e se acreditarmos que é possível, então as nossas hipóteses de seguir os passos deles e sermos igualmente bem sucedidos serão muito maiores.

E vocês, qual é o vosso melhor conselho para ter um site de nicho bem sucedido? Deixem o vosso comentário e ajudem a melhorar este artigo!

Fonte: Este artigo foi escrito por mim com base na adaptação e tradução das dicas de 28 peritos para o site FEInternational no post “How To Make Money Online With A Niche Website”.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Como fazer dinheiro com um site de nicho?, 10.0 out of 10 based on 1 rating

Comentários

comentários